terça-feira, agosto 28, 2007

Duvidanças de uma mente curiosa, 60

A propósito dos incêndios na Grécia:

- O berço onde o nosso espírito repousou arde. O fogo, quando descontrolado, é só destruidor, nada tem de construtivo. E avança rápido, ao ponto de ter matado dezenas de pessoas ainda dentro dos seus veículos automóveis: e reporta-se a morte de uma mãe abraçada aos seus quatro filhos, tal como acontecera na antiga Pompeia. Em tudo a Grécia respira antiguidade. Por isso, pelas suspeitas de fogo posto, duvida-se: bem esticadinho, fazer arder a Grécia não será afinal um crime contra a humanidade?

A propósito da saída de Alberto Gonzalez do Department of Justice americano:

- Rumsfeld, Wolfowitz, Rove... Agora Gonzalez. É impressão minha ou esta Administração federal norte-americana vai tombando a conta-gotas? Gotas aliás que se diluem quando embatem. Já não faltará muito para a última gota também se diluir...

2 Comments:

Blogger Aveugle.Papillon said...

Não é preciso ser "bem esticadinho", nem é preciso ser na Grécia. Fazer incendiar floresta, é sempre e de cada vez crime contra a humanidade, quer seja de facto ou não.

28/8/07 15:07  
Anonymous Mário, o Campos said...

Desta vez sou obrigado a concordar com aveugle.papillon. A destruição da floresta é um acto bárbaro, estúpido e irremediável.

Uma casa pode ser reconstruida, uma árvore perdida não mais voltará...

Uma duvidança: conseguem imaginar a este ritmo de destruição ambiental da fauna e flora como será o mundo quando os nossos netos forem adultos?

Será que terão que ir a um jardim botânico para ver pinheiros, sobreiros, todas essas coisas que hoje damos como garantido e que nem nos preocupamos em perservar?

Por vezes ponho-me a imaginar como será o futuro e confesso que não me agrada nada.

30/8/07 14:30  

Enviar um comentário

<< Home