quarta-feira, janeiro 30, 2008

Como me tenho sentido por estes dias

Em La Peste, Albert Camus apresenta-nos uma personagem escrevendo um romance, cuja primeira frase descreve uma amazona trotando a cavalo. Esta personagem, Grand, na permanente insatisfação com o produto material do seu trabalho imaterial, passa todo o tempo reescrevendo essa mesma primeira frase, pelo que são inúmeras as maneiras pelas quais a amazona vai trotando.

No final, Grand morre de peste sem nunca ter escrito mais que apenas a primeira frase do seu romance...

2 Comments:

Blogger alice said...

uma alegoria muito interessante :)

31/1/08 16:50  
Blogger Jacinto said...

Olhe que o "grande estilista" Grand
sobrevive à epidemia ;Camus lá teria as suas razões para salvar este cultor da forma...

3/2/08 21:52  

Enviar um comentário

<< Home