segunda-feira, junho 09, 2008

Imaginem o Beira-Mar na Liga dos Campeões

A revista “Actual”, do Expresso, recuperou recentemente a tradição de classificar os livros, à semelhança do que se faz com os filmes (com “estrelas” de 0 a 5). Não acho mal, embora se trate de um claro sinal dos tempos: dá-se preferência à apreciação rápida e imediata em detrimento de uma análise profunda e demorada.

Já me parece mais perturbante a opção de classificar todas as obras publicadas, sejam elas “novidades” ou traduções de clássicos. É que podem gerar-se fenómenos verdadeiramente bizarros, quando numa destas semanas a edição de Os Demónios, de Dostoievski, recebeu 4 “estrelas”, tal como o último romance de Domingos Amaral (Já Ninguém Morre de Amor), o director da revista Maxmen.

1 Comments:

Anonymous vasco said...

Vê lá tu que nem sequer tinha reparado nisso... Mas, como é bom de ver, não me espanta nem um bocadinho (vindo de onde vem...)

9/6/08 12:00  

Enviar um comentário

<< Home